top of page

Coalizão pela Habitação promove evento "Habitação social e novas oportunidades"



A iniciativa, criada pelo Instituto Vedacit, Gerdau, Votorantim Cimentos e Leo Social, fomentará o debate com cases e divulgará dados inéditos sobre o déficit habitacional no país


A moradia é um quesito fundamental para a qualidade de vida de todas as pessoas. Ter uma habitação saudável influencia diretamente na saúde, segurança, educação e nas demais condições para o desenvolvimento humano. Para debater como fortalecer soluções que contribuam para transformar os lares de milhares de brasileiros, deixando-os mais salubres, dignos e confortáveis, a Coalizão pela Habitação realiza o evento gratuito “Habitação social e novas oportunidades”, em 3 de outubro, das 8h30 às 13h00, no Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa), em São Paulo (SP). As inscrições para participação presencial são limitadas e podem ser feitas pelo link. O evento também será transmitido online, pelo Zoom. Entre os principais temas que serão debatidos estão as políticas públicas voltadas ao tema de melhorias e reformas das habitações, projetos de construção, desenvolvimento urbano e retrofit de prédios em áreas centrais para aluguel social, além da palestra principal com Jorge Melguizo, colombiano que participou ativamente do projeto de transformação urbana de Medellín, na Colômbia. Participam também Alessandra d'Ávila, diretora do Departamento de Produção Social da Moradia, do Ministério das Cidades, área responsável pelo Programa Minha Casa, Minha Vida; Socorro Leite, diretora executiva Nacional da Habitat para a Humanidade Brasil; Nina Rentel, diretora de Tecnologias Sociais na Gerando Falcões; e José Police Neto, coordenador do Núcleo de Habitação e Real Estate do Laboratório Arq. Futuro de Cidades do Insper. Além dos debates, serão divulgados dados inéditos sobre o déficit habitacional no Brasil, sobre a atuação da Coalizão e de iniciativas público-privadas de habitação, com antes e depois das mudanças em cidades da América Latina. Juliana Solai, coordenadora de Inovação e Sustentabilidade da Vedacit, chama a atenção para a importância de fomentar subsídios para fortalecer as iniciativas com foco nas habitações sociais. “É preciso refletir sobre o quanto é necessário olhar para a saúde das moradias e à qualidade dos ambientes de convívio, visando o desenvolvimento a longo prazo. Eventos como este são essenciais para o progresso do ecossistema de negócios de impacto social, que pode fazer a diferença nas habitações e na qualidade de vida da população de baixa renda”, ressalta.


“A discussão sobre novas frentes do tema, tanto na esfera pública quanto na privada, é essencial para que as pessoas que operam essas iniciativas vejam caminhos e exemplos de como podem se juntar ou continuar no caminho da melhoria da habitação para o público em situação de vulnerabilidade social. Aproximar esses atores é um dos nossos papéis enquanto Coalizão pela Habitação”, comenta Mariana Roquette, coordenadora da Coalizão pela Habitação. Para Paulo Boneff, Head Global de Cultura, Comunicação Interna e Responsabilidade Social na Gerdau, a maior empresa brasileira produtora de aço, participar de iniciativas junto a outras organizações é importante para fortalecer o debate sobre as necessidades do tema da habitação no Brasil, e representa um dos compromissos da atuação social da companhia. "A Gerdau, ao longo de seus 122 anos de história, busca ser parte das soluções aos desafios da sociedade e impactar positivamente as regiões em que está presente. Um dos pilares estratégicos de nossa atuação social é a habitação, e fazer parte de programas como o Coalizão pela Habitação contribui para que avancemos em discussões e ações que possam transformar de maneira transversal a realidade da habitação no País e a vida de milhares de brasileiros”, diz. Segundo Priscilla Alvarenga, líder de Transformação Social na Votorantim Cimentos, é preciso ampliar o diálogo sobre os desafios da habitação no Brasil. “Como uma empresa de materiais de construção e soluções sustentáveis, investimos em projetos que impactem de forma positiva a vida das pessoas e que possuem como compromisso construir um legado positivo frente a um desafio histórico e complexo como a moradia adequada”, reforça. “O Leo Social nasceu com foco na inclusão produtiva por meio da marcenaria e, ao entrarmos para a Coalizão pela Habitação, agregamos ainda mais ao propósito da moradia digna a todos. Entendemos como fundamental estarmos conectados ao ecossistema de habitação, para transformarmos a realidade social no Brasil”, complementa Fernanda Canal, diretora do Leo Social, entidade sem fins lucrativos mantida pela Leo Madeiras. A Coalizão pela Habitação é uma iniciativa criada pelo Instituto Vedacit, Gerdau, Votorantim Cimentos e Leo Social para impulsionar novos negócios com o objetivo de melhorar as condições de moradias de milhares de brasileiros em situação de vulnerabilidade e na geração de conhecimento sobre o tema. Sobre o Instituto Vedacit O Instituto Vedacit faz a conexão entre os negócios da Vedacit e os investimentos sociais. O intuito é contribuir para a construção de Cidades do Futuro, incentivando o empoderamento da sociedade, a melhoria na qualidade de vida da população e a integração entre pessoas, moradias e espaços urbanos. Suas linhas de atuação estão divididas em: Cidades Criativas - com projetos culturais que proporcionem maior ocupação e interação com os espaços públicos, estimulando a reflexão e o protagonismo da população na solução dos problemas locais; Cidades Inteligentes – contribuindo na formação de jovens com alternativas de trabalho e empreendedorismo; e Cidades Sustentáveis – com investimentos em negócios de impacto e soluções para melhorias na habitação das populações de baixa renda.

Fonte:


 




CURSO DE MARKETING DIGITAL









CURSO DE MARKETING PESSOAL








LIVROS DIGITAIS









COMPRE EM NOSSA LOJA | PARCEIRO

MAGALU|

MAGAZINE LUIZA & MAGAZINE X GERAL

" Tem na minha Loja, o produto que você procura!"





ANUNCIE AQUI | PROMOÇÃO 50%




15 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page