BRANDING

1/3
“A identidade é causa; 
marca é o efeito.”

Larry Ackerman

ESTRATÉGIA

O que é Branding?

 

O branding, ou brand management, é uma atividade multidisciplinar que trata da construção e do fortalecimento de marcas ou de seu gerenciamento. Branding envolve, essencialmente, disciplinas como marketing, planejamento, comunicação e design.

Quando se escolhe o nome de um produto ou empresa, cria-se um logotipo, a papelaria institucional, o projeto de fachada ou a programação visual dos pontos de venda, design de produto, embalagem, está se “fazendo” branding.

O Branding trata, portanto, da relação do usuário com a marca.

A definição da linha de comunicação e a estratégia corporativa e até mesmo os pontos de distribuição, por exemplo, também são partes importantes no processo de construção de uma marca.

A Wyse pode ajudar a sua empresa nessa tarefa, seja no ambiente “real” ou no ambiente online. A empresa pode acompanhar, desde o posicionamento de um empreendimento startup, marca ou produto até o seu monitoramento nas redes sociais.

 

"Bem-vindos todos que compreendem o valor das marcas para o sucesso dos negócios".

 

O QUE É MARCA e QUAL SUA IMPORTÂNCIA?

A marca é a percepção que o consumidor tem sobre as empresas, produtos e serviços. A marca é reflexo dos valores, mensagens, benefícios e todo contexto das empresas. Marcas são compostas de atributos sinceros e perceptíveis, sejam eles tangíveis ou intangíveis e são construídas e definidas dia após dia por meio da gestão e da consistência.

Por ser reflexo dos diversos atributos positivos e qualitativos que se fixam na mente dos consumidores, a marca cumpre o importante papel de gerar valor, tornar as empresas e produtos mais lucrativos e mais relevantes para o cliente. Marcas criam conexão e proporcionam maior fidelidade do seu público, que por sua vez, contribui com a segurança em relação a instabilidade econômica e a chegada de novos concorrentes.

 

 

1/3
“Por mais brilhante que a estratégia seja,
você deve sempre olhar para os resultados.”

Winston Churchill

ESTRATÉGIA DE MARKETING

 

Estratégia é a produção de planos para atingir objetivos. Estratégias de Marketing são aqueles planos desenhados para atingir objetivos do marketing. Uma boa estratégia de Marketing deve integrar os objetivos, políticas, e sequências de ação (tática) num todo coerente da organização. O objetivo de uma estratégia de marketing é colocar a organização numa posição de cumprir eficientemente a sua missão.

 

Para o marketing, o produto é a variável responsável por identificar e definir produtos e serviços que atendam aos desejos e necessidades da clientela e pelos quais esteja disposta a pagar, em função de sua disponibilidade de recurso.

Os clientes não compram produtos apenas por suas características físicas, mas sim por seus benefícios ou utilidades. Isso significa que o negócio deve acompanhar o passo do consumidor para oferecer, por meio do produto/serviço, um conjunto de benefícios (funcionais e emocionais) que o satisfaça. Para isso, é preciso realizar estudo complexo sobre as tendências de mercado e consumo.

Esta variável também contribui para a inovação dos produtos/serviços: permite à empresa repensar sobre o posicionamento do produto, ou seja, verificar se é a hora de amadurecer e atingir novos mercados ou se é o momento de uma modificação na apresentação dos produtos/serviços ou reavaliar a forma de vender, o que implica em condicionar o produto/serviço a uma nova realidade. O importante é analisar as possibilidades e as necessidades de inovação, de acordo com o mercado consumidor e como ele evolui.

 

Ao planejar a oferta do produto para o mercado, a empresa deve pensar em cinco níveis:

 

1. Benefício central: é a utilidade do produto real e específica do produto. O benefício central está diretamente relacionado à necessidade que o consumidor quer suprir.

 

2. Transformação do benefício central em produto básico: em outras palavras, as demais funções do produto, além da função central.

 

3. Produto esperado: significa as condições mínimas ou básicas e esperadas de um produto, por exemplo, que ele funcione adequadamente.

 

4. Produto ampliado: excede as expectativas do cliente. Este nível é geralmente aplicado no posicionamento da marca.

 

5. Sistema de consumo: é a maneira como o usuário desempenha as tarefas de obter, usar, adaptar e descartar o produto.

 

Neste processo de definição do produto, o empreendedor deve identificar em que consiste o produto, a quem se destina, para que serve, qual o desempenho, o que pode influenciar o cliente a optar por este produto frente aos dos concorrentes e também definir o momento em que este é utilizado. Todas estas informações vão permitir a identificação dos critérios a serem avaliados e desenvolvidos em relação aos produtos da empresa.