CONTEÚDO

1/3
"O marketing tradicional fala às pessoas. Conteúdo de marketing fala com elas."

Doug Kessler

Porque produzir conteúdo é tão importante?

 

Você já ouviu tanto que o segredo para ter sucesso em um negócio na internet é escrever bons conteúdos e se comprometer a publicá-los com uma frequência relevante para o seu público-alvo. E, se estiver engajado em uma estratégia de inbound marketing, o conteúdo funcionará  como um impulsionador de conversões para a sua empresa.

O Google muda constantemente o seu algoritmo e cada vez mais os conteúdos bons ganham relevância e posicionamento resultados de pesquisas. Junto com SEO, essa estratégia é resultado da briga pela atenção do consumidor online. Daí surge a necessidade de trabalhar as palavras-chaves em um contexto.

 

Internet : Permite a veiculação de diferentes produtos audiovisuais, quantifica com exatidão o número de pessoas que recebe o conteúdo. É segmentada e permite que o usuário crie seu percurso, consumindo a informação que desejar. A rapidez e facilidade de se atingir a informação requerida é um dos avanços.

 

 Da mesma forma a produção de conteúdo para televisão tem de utilizar ferramentas de comunicação para atingir o público-alvo. Estratégias de marketing e redução de ruídos são essenciais para atingir audiências de significativa importância, bem como a realização de noticiários e programas bem estruturados, que cativem e conquistem a fidelidade de seu telespectador.

 

Televisão: O principal meio de comunicação em massa. Produz conteúdo de fácil assimilação para atingir o maior público de pessoas. Tem alta performance no convencimento e popularização de marcas. Canais segmentados podem oferecer produtos e serviços específicos (principalmente na TV fechada).

 

 No rádio, também, aplicasse a mesma assertiva, porém com mais narrativa e imaginação ativa, para fazer com que o público consiga imaginar  e visualizar imagem no som.

 

Rádio: Ele desperta a imaginação de quem está ouvindo. O rádio se transformou e se adaptou à medida que as tecnologias surgiram e avançaram, tornou-se portátil e alcançou o ambiente virtual. Entretanto, a sua expansão não se deve somente aos avanços tecnológicos. Seu sinal chega aonde nenhum outro veículo de comunicação chega, daí o alto alcance geográfico. A abrangência de caráter social se deve à própria linguagem do rádio, muito mais direta, coloquial, persuasiva e intimista.

 

Conteúdo promove conhecimento

 

Ter apenas um bom conteúdo não é garantia de que suas vendas aumentarão, mas dá acesso a um mundo de novas oportunidades. O conteúdo deve corresponder às expectativas do público e mesmo que não seja bem o que o usuário esperava, se for relevante, acrescentar algo realmente importante. A informação contida educará o visitante da página que agregará confiança.

Um bom conteúdo de um site ou blog deve ter um caráter educativo e resolver um problema do usuário. Dessa forma o site ganha a confiança de um visitante para voltar e se tornar um lead de qualidade para o negócio.

O Marketing de Conteúdo funciona porque não é apenas um apelo à compra, mas oferece uma oportunidade para o usuário, com informação sobre o negócio. Usar esse conteúdo nas etapas de inbound marketing é garantia de mais leads.

 

Bons conteúdos atraem visitantes para a sua página

 

Atrair visitantes para seu site ou blog será mais fácil se você fizer um conteúdo que, além de útil, proporcione uma leitura muito interessante. O conteúdo de qualidade é o que mantém qualquer estratégia de inbound marketing funcionando.

Produzir conteúdo só dá certo quando se conhece o negócio, o público-alvo, as necessidades do mercado e força a empresa e o especialista a correr atrás de atualização constante.

 

Mais engajamento em Mídias sociais

 

Criar valor que vai além das promessas da marca é a razão principal pelo que está relacionado o uso de mídias sociais como uma forma de marketing eficiente. Sem um conteúdo interessante, é muito difícil criar uma boa audiência, ter seguidores e fazer com que as pessoas realmente interajam com a marca.

Criar vídeos interessantes, post para blogs, fotografias e imagens, gráficos e infográficos ou qualquer tipo de informação que realmente seja relevante para o seu público-alvo, será compartilhado facilmente pelas redes sociais, como Twitter ou Facebook, e se tornará particularmente valioso.

Aumenta a taxa de conversão de visitantes em leads

 

A finalidade do conteúdo é atrair pessoas com uma tendência a ter interesse naquele conteúdo específico. Caso elas não comprem agora, podem indicar a página para alguém que compre, ou simplesmente endossar seu conteúdo, que já é muito positivo para a geração de novos leads.

Oferecer conteúdo de qualidade ao seu público-alvo permite que você mostre mais do que a propaganda do seu produto ou serviço. Agrega valor à sua marca, cria relacionamento entre empresa e cliente, além de abrir portas para a geração de novos negócios e captação de leads qualificados.

 

Ajuda a aumentar a taxa de conversão de vendas de um site

 

O conteúdo é parte fundamental da estratégia que irá aumentar sua autoridade online e consequentemente gerar mais vendas para seu negócio. Através do conteúdo, é possível diluir dúvidas e rejeições sobre um produto, fornecendo informação.

Não perca o foco da venda. O conteúdo será a principal ferramenta para conduzir um lead ao funil de conversão para, enfim, realizar o objetivo principal.

 

 Por que é tão importante fazer um planejamento de marketing?

 

Para ajudar a entender, apresentamos os motivos que mostram como um planejamento de marketing adequado pode ajudar a alavancar a otimização do seu negócio e direcioná-lo para o caminho do sucesso.

 

Identificação do público-alvo ideal

 

Quando se inicia um negócio, geralmente, o empresário já sabe o que vai vender. O próximo desafio é descobrir para quem vender. Qual é o perfil do meu público consumidor? Onde ele está? Quando está disponível? São perguntas que devem ser respondidas quando se realiza um planejamento de marketing.

As pesquisas realizadas dentro do mercado em que está inserido o negócio revelam informações preciosas para a elaboração de um excelente plano estratégico de ações. Começando pela identificação de um público-alvo bem definido que deve direcionar com precisão as ações de marketing, evitando assim as perdas de tempo e recurso onde não há chance de resultados satisfatórios.

 

Conhecimento amplo sobre o mercado

 

A realização de um planejamento de marketing detalhado permite que o empresário conheça profundamente as necessidades do mercado em que atua. É nesse momento da pesquisa que, possivelmente, surgirão ideias inovadoras para propor soluções criativas para as dificuldades e carências do nicho em que está inserido.

Seria praticamente impossível conseguir tantas informações sobre o negócio e o mercado de atuação sem a realização de pesquisas e elaboração de um planejamento de marketing adequado. Os clientes anseiam por essas soluções e você pode oferecê-las, conhecendo profundamente o mercado.

 

Segredos da concorrência

 

É muito comum que, quando se prepare para abrir um negócio em um determinado nicho de mercado, queira alcançar ou superar o líder daquele segmento. Um planejamento de marketing bem estruturado pode tornar essa ação possível. Mas primeiro é necessário conhecer muito bem os concorrentes que devem disputar uma fatia do mercado.

Através da realização de uma pesquisa mais detalhada, o empresário pode reconhecer falhas existentes nos processos, pontos fortes e,o mais importante, descobrir segredos que levaram o concorrente a se destacar e obter o sucesso em sue segmento de atuação.

 

Metas e objetivos claros

 

Todo esse entendimento vai ajudar a definir objetivos e prazos realistas, assim como quais conteúdos devem usar usados, para incluir Marketing de Conteúdo no projeto.

Desenvolver um planejamento de marketing significa conhecer o mercado e o público-alvo o suficiente para compreender o que precisa ser feito para se destacar em seu nicho de atuação escolhido, apresentando soluções criativas que supra a carência das necessidades existentes. Isto não acontecerá necessariamente da noite para o dia, mas vai depender da persistência e velocidade em que forem aplicados e mensurados os resultados.

Dessa forma, o planejamento de marketing permite apresentar objetivos concretos e, baseado em pesquisas, traçar metas reais, tangíveis e alcançáveis em um determinado período de tempo. Podemos chamar essa etapa de cronograma de atividades a serem executadas para o alcance do objetivo com maior eficiência.

 

Métrica de resultados

 

Medir o sucesso de um planejamento de marketing é tão importante quanto o seu desenvolvimento e aplicação. Quais são os KPIs de sucesso a curto e a longo prazo do seu negócio?

São as métricas de resultados que dirão se o plano estratégico é adequado ou precisará de correções para redirecionar no rumo dos objetivos definidos.

Sem essas informações ficará difícil tomar alguma atitude com relação ao futuro do negócio, colocando em risco o sucesso do empreendimento a curto, médio ou longo prazo. Nesse ponto, o planejamento de marketing torna-se essencial para dar uma direção que leve o negócio ao sucesso pretendido.

CRIATIVIDADE

1/3
"A criatividade penetra o mundano para encontrar o brilhante"

Bill Moyers

 A Criatividade e a Inovação traduzem-se na exploração bem-sucedida de novas idéias, essenciais para sustentar a competitividade e a geração de riquezas. Um país, uma empresa ou qualquer outra organização que almeje manter-se à frente de seus competidores, precisará de sistemas inovadores e criativos. A Inovação bem-sucedida requer bom gerenciamento, finanças apropriadas, perícias e, acima de tudo, um clima organizacional estimulante, que possibilite criar vantagens; e não se trata apenas de inovações científicas ou criação de demandas inteiramente novas, com foco total nos clientes e consumidores potenciais, mas em tudo: como se executa os serviços, como vende, como posiciona o produto no mercado, etc., A Inovação pode ser a diferença entre a sobrevivência e a morte. Atualmente, as organizações incapazes de se redescobrirem e/ou de se reinventarem continuamente (em termos de novos produtos/serviços), a partir da adoção de uma consciência inovadora, irão provavelmente desaparecer. Em face das organizações empresariais terem o desafio de enfrentar, nos dias de hoje, um dos ambientes mais hostis e competitivos jamais vistos, ressalto que as atitudes, os valores e as percepções devem mudar para poder se adaptarem a nova ordem econômica mundial. Essas mudanças devem ocorrer dentro de um clima organizacional favorável ao aprendizado, com contatos amigáveis, descontraídos, e com os quais as informações possam circular sem restrição, onde as idéias não devem ser “sufocadas”, sobretudo em seu nascedouro. Nesse contexto, enfocarei a Criatividade como a geração de novas idéias, e a Inovação como a materialização dessas idéias.

ESSÊNCIA DA CRIATIVIDADE

A Criatividade e a Inovação são, atualmente, os elementos básicos da cultura organizacional que mais ganharam relevância na nossa era (Era da Informação), mais precisamente a partir de 1991. Permitiram às empresas e países não só uma nova dimensão de desempenho, mas também “enxergar o presente pelo olhar do futuro”.

A cultura organizacional sofreu forte impacto do mundo exterior e passou a privilegiar a mudança e a inovação, voltadas para o futuro e para o destino das organizações. As mudanças passaram a ser rápidas e velozes, sem a continuidade com o passado, trazendo um contexto ambiental de turbulências e imprevisibilidades. Nessa contextura surgiu a Gestão de Pessoas como um imperativo macroestratégico. As pessoas passaram a ser vistas não mais como recursos organizacionais que precisam ser passivamente administrados, mas como seres inteligentes e proativos, capazes de desenvolver responsabilidades, iniciativas, criatividade, dotadas de habilidades e de conhecimentos, que ajudam a administrar os demais recursos organizacionais inertes e sem vida própria; essa é a nova concepção do mundo globalizado. A “massa cinzenta” humana é a riqueza do hoje e do amanhã. É a “moeda” do presente e do futuro; um autêntico capital intelectual e o recurso mais importante de uma organização, que não pode e nem deve ser tratado como um mero recurso organizacional. Devemos encará-lo como o maior responsável pela eliminação dos processos entrópicos, decorrente da subsistência de antigos paradigmas organizacionais que precisam ser rapidamente “descongelados” e substituídos inteiramente por uma visão mais dinâmica e voltada para a aprendizagem, para a mudança e para o futuro. Esse “descongelamento” tem início com o estímulo à motivação dos funcionários/colaboradores, e a participação de todos que compõem a organização no processo de modernização, gerando um clima de absoluta confiança e de otimismo; é nesse clima que se desenvolve, naturalmente, a Criatividade, que irá contribuir para a geração de novas idéias, conduzindo a organização na aplicação prática dessas novas idéias, ocorrendo, por consequencia, a Inovação, responsável direta pelo surgimento de novos produtos, serviços e tecnologias. Por conseguinte, percebe-se que a Criatividade está sempre por trás de todo o processo de Inovação, corporificando o pensamento estratégico de todas as pessoas que compõem a organização. Cada pessoa é o centro gerador de desenvolvimento de si mesma e da coletividade a que pertence. Para tanto, é necessário que haja ambientes propícios a esse desenvolvimento e que todos os direitos sejam respeitados e garantidos.

EMPRESA CRIATIVA, INOVADORA E HUMANA

Sabemos que o êxito de uma empresa depende da força de sua cultura e da clareza de seus objetivos, os quais quando empregados de forma combinada, convertem-se em forças poderosas de renovação em todos os níveis da empresa, e não simplesmente de uns pouco. Isso concorre para maximizar os lucros e aumentar a produtividade; assegura a sua sustentabilidade, a sua competitividade e a satisfação de todos que integram a organização; estabelece “consciência inovadora”, cuja principal tática é identificar as necessidades e os problemas do mercado (principalmente em tempos de crise) e transformá-los em produtos/serviços, que efetivamente representem soluções para o consumidor, principalmente os consumidores mais exigentes.