Servidora do Ministério da Saúde é Interrogada na CPI da Pandemia



Regina Célia Silva Oliveira, a servidora do Ministério da Saúde, é ouvida nesta terça-feira (6), na CPI da Pandemia da Covid-19, após ter sido citada no depoimento do deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) e seu irmão o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda, no último dia 25, em uma das sessões mais reveladoras e tumultuadas da CPI, como a responsável por autorizar e fiscalizar a importação de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin, apesar das divergências em relação ao contrato inicial.

Segundo o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente e um dos principais nomes da CPI da Pandemia, Regina Célia foi nomeada pelo então ministro da Saúde, Ricardo Barros do PP-PR. A nomeação teria ocorrido em 2018, para uma função na Secretaria de Vigilância em Saúde, onde está lotada hoje, no governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), durante a gestão de Barros. Regina Célia já havia passado por outras lotações no Ministério da Saúde desde 2006.




O que os irmãos Miranda disseram sobre Regina Célia?


Os irmãos Miranda afirmaram que Regina Célia era a fiscal do contrato com a Bharat Biotech, empresa indiana que desenvolveu a vacina Covaxin.

Eles revelaram detalhes da transação, como a fatura gerada para a compra contendo um número menor de doses do que o combinado, a determinação de pagamento antecipado e o nome de uma empresa intermediária que não estava no contrato. De acordo com Luis Ricardo Miranda, as duas primeiras irregularidades foram sanadas depois de identificadas, no entanto, a fatura permaneceu em nome da empresa intermediária — a Madison Biotech, baseada em Singapura.

O deputado Luis Miranda informou que levou o caso ao conhecimento do presidente Jair Bolsonaro, que demonstrou saber das pressões a favor da Covaxin e quem era o responsável por essa pressão: o deputado Ricardo Barros, líder do governo federal na Câmara dos Deputados. Essa Informação só foi dada por Miranda após enorme pressão feita pelos senadores na CPI.

Convocada pelos senadores Humberto Costa (PT-PE) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Regina Célia pode protagonizar outro dia de grandes revelações na CPI da Pandemia e complicar mais ainda a vida do governo de Jair Bolsonaro.

Fonte: Eduardo Lima





 

ANUNCIAR: https://drclaudiocesar.net/promoes


CURSO DE MARKETING DIGITAL: https://www.drclaudiocesar.net/post/curso-de-marketing-digital


LIVROS DIGITAIS: https://drcezarfreitas.wixsite.com/livros


Compre em nossa loja - Parceiro Magalu: " Tem na minha Loja, o produto que você procura!" https://www.magazinevoce.com.br/magazinexgeral/

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo