Quem paga a conta?


Um estudo com 30 países divulgado pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação) mostra que o Brasil é o país onde os impostos arrecadados menos se convertem em serviços para a população. Para calcular as posições de cada país, o IBPT criou um índice, o IRBES (Índice de Retorno De Bem Estar à Sociedade).

As posições de cada país no IRBES foram calculadas com base em dados econômicos (carga tributária) e sociais (IDH). É a 5ª vez consecutiva que o Brasil aparece em último no ranking.

Os dez primeiros países onde os impostos trazem mais bem-estar: Estados Unidos, Austrália, Coreia do Sul, Irlanda, Suiça, Japão, Canadá, Bélgica, Nova Zelândia, Israel.

Impostos são valores pagos, realizados em moeda nacional (no caso do Brasil em reais), por pessoas físicas e jurídicas (empresas). O valor é arrecadado pelo Estado (governos municipal, estadual e federal) e servem para custear os gastos públicos com saúde, segurança, educação, transporte, cultura, pagamentos de salários de funcionários públicos, etc. O dinheiro arrecadado com impostos também é usado para investimentos em obras públicas (hospitais, rodovias, hidrelétricas, portos, universidades, etc).

Os impostos incidem sobre a renda (salários, lucros, ganhos de capital) e patrimônio (terrenos, casas, carros, etc) das pessoas físicas e jurídicas.

A utilização do dinheiro proveniente da arrecadação de impostos não é vinculada a gastos específicos. O governo, com a aprovação do legislativo, é quem define o destino dos valores, através do orçamento.

Para entender essa engenharia econômica complexa é necessário conhecer os fundamentos da tributação; que em um primeiro momento é simples em seu dis-curso, mas extremamente difícil para leigos, como nós. “Por isso, sabemos o que temos de pagar, porque nos cobram e,” pagamos a conta” ( ou ficamos devendo, ou seja com uma divida ativa), mas em contrapartida o retorno não obedece a mesma condição, nem quando os governantes cometem erros na administração.



 

Anunciar: https://www.drclaudiocesar.net/promoes

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo