Cristiano Carvalho, procurador da Davati, é ouvido na CPI da Pandemia


A CPI da Covid ouve nesta quinta-feira, 15, o procurador da Davati Medical Supply no Brasil, Cristiano Carvalho. A empresa teria oferecido, em fevereiro, 400 milhões de doses da vacina Astrazeneca a integrantes do Ministério da Saúde, por intermédio do cabo da PM Luiz Paulo Dominguetti, que se apresenta como representante comercial autônomo.

As conversas sobre a oferta vieram a público em junho, quando Dominguetti acusou o ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Dias de cobrar propina de US$ 1 por dose da vacina durante as negociações. Carvalho, como chefe do vendedor, teria feito os primeiros contatos com a pasta para tratar das vacinas.

A denúncia sobre o caso, segundo Dominguetti, foi ideia de Carvalho, que teria ligado para ele, já com a jornalista da Folha de S. Paulo na linha, e pedido que contasse o que tinha acontecido naquela reunião – o suposto pedido de propina por parte de Roberto Dias. A situação teria ocorrido em um jantar, em Brasília, do qual Carvalho não participou.


O procurador da Davati também teria enviado a Dominguetti um áudio do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), que o PM mostrou em depoimento na CPI, alegando que o parlamentar estava intermediando a venda de vacinas. Miranda depois mostrou que o áudio tinha sido editado e, na verdade, tratava de uma venda de luvas cirúrgicas em 2020.


Fonte: Agência Senado




 

ANUNCIE EM NOSSOS PROGRAMAS & JORNAL

ANUNCIAR: https://drclaudiocesar.net/promoes


CURSO DE MARKETING DIGITAL: https://www.drclaudiocesar.net/post/curso-de-marketing-digital


LIVROS DIGITAIS: https://drcezarfreitas.wixsite.com/livros


COMPRE EM NOSSA LOJA | PARCEIRO MAGALU| MAGAZINE LUIZA & MAGAZINE X GERAL: " Tem na minha Loja, o produto que você procura!" https://www.magazinevoce.com.br/magazinexgeral/



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo